sábado, 24 de agosto de 2013

AVISO DA DEFESA PÚBLICA DE DISSERTAÇÃO DE MESTRADO



PROGRAMA: PÓS-GRADUAÇÃO EM LINGUAGENS E SABERES NA AMAZÔNIA – PPGLS
ALUNA: HELENICE APARECIDA CARVALHO SILVA
TÍTULO: A RESISTÊNCIA NO MUNDO DA INFÂMIA: UMA LEITURA DA POESIA DESVIANTE EM MAX MARTINS.
ORIENTADOR: PROF. DRA. TÂNIA MARIA SARMENTO PANTOJA

BANCA EXAMINADORA:

Prof. Dra. TÂNIA MARIA SARMENTO PANTOJA – Presidente (UFPA)
Prof. Dra. MARIA DE FÁTIMA NASCIMENTO (UFPA)
Prof. Dr. EDUARDO ANÍBAL PELLEJERO (UFRN)

LOCAL E DATA:

(SEXTA FEIRA) 30 de AGOSTO de 2013 – 15:00 h
SALA DE AULA DO PPGLS – Bloco 02 – Sala 04.
Campus Universitário de Bragança

RESUMO

Esta dissertação de mestrado consiste em uma pesquisa temática acerca da condição humana baseada nos poemas “Ver-O-Peso”, “Sou homem sem títulos” e “O não da fome”, do poeta Max da Rocha Martins, todos componentes da obra H’era (1971). Apresentamos como hipótese de nosso estudo que os poemas selecionados constituem um desvio de toda a produção artístico-poética, percebidos sob mais dois aspectos como, o distanciamento de temas ou idéias sobre questões políticas, assim como tratam das relações do homem e sua força de trabalho, dando ênfase à exploração da condição humana, no interior de um processo exploratório. A escolha dos poemas “Ver-O-Peso”, “Sou homem sem títulos” e “O não da fome” selecionados para a pesquisa se ancora em uma idéia de que o poeta recorre a algo em particular (o cotidiano), para dar forma e conteúdo ao seu pensamento. A temática em si proporciona um estudo acerca da infâmia como categoria manifesta na linguagem poética, capaz de reivindicar para esses poemas uma poética da resistência. Entre algumas questões investigamos como podemos aplicar a teoria da resistência imanente à escrita proposta por Bosi nos textos em estudo? Em qual momento percebemos a infâmia segundo Michel Foucault, Jorge Luis Borges e Giles Deleuze como categoria inerente aos textos? Ocorre realmente uma resistência nos poemas em estudo? A abordagem desenvolvida apresenta o sentido de uma obra que traz a essência reveladora sobre a sobrevivência humana, que tem como representação maior, a condição do homem explorado como signo universal de um esvaziamento de sua existência.

Palavras-chave: Poesia Desviante; Infâmia; Resistência; Max Martins.

Nenhum comentário:

Postar um comentário