sexta-feira, 10 de junho de 2016

Ementa da disciplina Teorias da Linguagem

Ementa da Disciplina Teorias da Linguagem
 
DISCIPLINA: TEORIAS DA LINGUAGEM – PPLSA 0033
CARGA HORÁRIA: 60 HORAS
PROFESSOR: DR. JOSÉ GUILHERME FERNANDES
 
SÚMULA: 1) Prolegômenos da linguagem: origem, conceito e natureza, usos e funções da linguagem, linguagem e cultura; 2)Discurso e sociedade: linguagem e realidade, ideologias e formações discursivas, enunciações e discurso; 3) Narrativa e representação: gêneros literários e estranhamento da linguagem, mito e narrativa, tipos textuais e escritura etnográfica.
 
EMENTA: o objetivo da disciplina é apresentar e discutir aspectos variados da linguagem (verbal e
não-verbal) e suas correlações com as ciências sociais e a história. Para tanto, a partir da consideração da origem, da natureza e da taxonomia da linguagem, estabeleceremos aproximações entre esta e a cultura e a sociedade, no sentido de discutir a recíproca dependência. O debate teórico pretende apresentar ferramentas linguísticas para a reflexão acerca da linguagem e suas nuances, com o fim de proceder adequadamente à análise de discursos e de narrativas, representantes de ethos e sociedades.

CONTEÚDOS:

I - Prolegômenos da Linguagem.

1.HOIJER, Harry. “A origem da linguagem”. In: HILL, Archibald A. Aspectos da linguística moderna. São Paulo: Cultrix, 1974.

2. GARCIA-ROZA, Luiz Alfredo. Palavra e verdade; na filosofia antiga e na psicanálise. Rio de
Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1990.

3. CAMARA JUNIOR, Joaquim Matoso. Princípios de linguística geral. Rio de janeiro: Padrão
Editora, 1980.

4. CHKLOVSKI, V. “A arte como procedimento”. In: EIKHENBAUM et all. Teoria da literatura;
formalistas russos. Porto Alegre: Editora Globo, 1978.

5. CHALHUB, Samira. Funções da linguagem. São Paulo: Ática, 1990. II – Discurso e Sociedade.


II- Discurso e Sociedade

6. FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

7. FIORIN, José Luiz. Linguagem e ideologia. São Paulo: Ática, 1995.

8. ORLANDI, Eni Puccinelli. “Funcionamento e discurso”. In: ORLANDI, Eni Puccinelli. A linguagem e seu funcionamento; as formas do discurso. Campinas: Pontes, 1996.

9. BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. Cap. 8, 9 e 10. São Paulo: Editora Hucitec, 1997.

III – Narrativa e representação.

10. PANDOLFO, Maria do Carmo. “Análise da narrativa”. In: PORTELLA, Eduardo et all. Teoria
literária. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1991.

11. ORLANDI, Eni Puccinelli. “Tipologia de discurso e regras conversacionais”. In: ORLANDI, Eni
Puccinelli. A linguagem e seu funcionamento; as formas do discurso. Campinas: Pontes, 1996.

12. AUERBACH. Erich. “A cicatriz de Ulisses”. In: AUERBACH, Erich. Mimesis; a representação da realidade na literatura ocidental. São Paulo: Perspectiva, 1998.

13. ELIADE, Mircea. Mito e realidade. Cap. 1 e 2. São Paulo: Perspectiva, 1991.

14. LUKÁCS, Gyorgy. “Narrar ou descrever?”. In: LUKÁCS, G. Marxismo e teoria da literatura. São
Paulo: Expressão Popular, 2010.

15. FERNANDES, José Guilherme dos Santos, SANTOS, Salim Jorge Almeida. “Para uma análise
morfológica de narrativas”. In: EWALD, Felipe et all. Cartografias da voz; poesia oral e sonora. São
Paulo: Letra e Voz, 2011.

16. CLIFFORD, James. “Sobre a autoridade etnográfica”. In: CLIFFORD, James. A experiência
etnográfica. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário